Comitiva do Decit/SCTIE visita Faculdade de Medicina de Botucatu

Durante todo o dia, a comitiva acompanhou apresentações e realizou visitas a determinadas áreas do hospital.

Por Redação 12/04/2017 - 15:04 hs
Foto: Divulgação
Conhecer o cenário de ensino da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), os recursos de infraestrutura, o Programa de Pós-Graduação (PPG) em Pesquisa Clínica e solidificar as parcerias existentes constituíram os objetivos principais da visita da comitiva do Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit/SCTIE) do Ministério da Saúde à FMB. A recepção foi realizada na manhã do dia 10 abril na Sala da Congregação da Faculdade e contou com a presença de dirigentes, docentes e funcionários da Instituição.

Para o diretor da FMB, professor Pasqual Barretti, "as boas parcerias e a criatividade" são fundamentais para a superação do difícil momento econômico que o país enfrenta. O dirigente destacou o importante papel desempenhado pela Unidade de Pesquisa Clínica (Upeclin) afirmando que trata-se de "uma unidade que nos orgulha muito". Citou ainda o Cevap e outras estruturas que prezam pelo desenvolvimento da pesquisa e ciência. "A Unesp avançou muito na consolidação dessas estruturas", finalizou. 

O coordenador do PPG em Pesquisa Clínica da FMB, professor Carlos Antônio Caramori, deu as boas-vindas a comitiva lembrando que desde 2005 o vínculo institucional entre as entidades (FMB e Decit/SCTIE) começou a ser traçado e ressaltando a importante parceria existente. "São pessoas (Decit/SCTIE) que acreditaram em nossa instituição e puderam nos apoiar num trajeto que culminou com uma série de eventos que temos perseguido por aqui", disse. "Temos muito trabalho, e eles são pessoas que sempre nos ajudaram a compreender e levar o processo adiante", finalizou.

O professor José Carlos Souza Trindade Filho, representando o superintendente do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), participou da recepção da comitiva e explicou o papel do Hospital como parceiro no desenvolvimento das pesquisas clínicas e experimentais. "Estamos dispostos a ajudá-los (Decit/SCTIE) para que consigamos diferenciar e avaliar quais os caminhos que a saúde pública pode e deve trilhar", afirmou.

O coordenador executivo do Cevap, professor Rui Seabra Ferreira Jr, citou dois casos exitosos desenvolvidos por meio da parceria FMB e Decit/SCTIE: o selante de fibrina e o soro antiapílico. "Se você puder conversar com pessoas que receberam esses tratamentos você se emociona", disse. Segundo o docente, é gratificante perceber o carinho e o retorno que os pacientes dão pelo trabalho desenvolvido.

A diretora do Decit/SCTIE, Camile Giaretta Sachetti, explicou que o Departamento tem como uma de suas finalidades estimular o desenvolvimento da pesquisa e avaliar as tecnologias em saúde. "Após todos estes anos, o Decit/SCTIE pode considerar que a Upeclin é um dos maiores exemplos de sucesso que nós temos", afirmou. Segundo ela, isso se deve ao compromisso existente de estruturação da unidade, condução de estudos de qualidade e capacitação da área. "Eu considero que a FMB é uma das poucas instituições do país a investir na pós-graduação em pesquisa clínica (mestrado profissional), é uma visão extremamente estratégica para o Brasil", complementou.

Durante todo o dia, a comitiva acompanhou apresentações e realizou visitas a determinadas áreas, como Upeclin, Cevap, Centro de Memória e Arquivo e Núcleo de Educação a Distância e Tecnologias da Informação em Saúde (Nead.TIS) da FMB.